uniaodeleiria.blogspot.com: Agenda | Merchandise | Caderneta | Contacto

 



INICIADOS A - U.LEIRIA 1 VIT.SETUBAL 1

Campeonato Nacional de Iniciados – II fase

Lutar até ao fim foi a grande arma dos leirienses

União de Leiria 1
Treinador: Fredy Biel.
Vieira; Ivo Brigído (Tony, int.), Manuel Maria (cap), Miguel Silva e Denis; Pedro Ferreira, Tiago Figueiredo, Vasco Pontes (Gonçalo Barbosa, 56) e Leandro (Renato Carlos, 56); Fábio e Rafael Portela.
Não utilizados: Paulo Ferreira, Vieirinha e Stephan.

V. de Setúbal 1
Treinador: José Mendes.
Diogo Gonçalves; João Martins, João Pereira, André Lopes e Cristiano Martins (cap.); Respício Augusto; João Barros (Hugo Figreiras, int.), Miguel Santos (Ricardo Santos, int.) e Márcio Delgado (João Contente, 69); Frederico Carreira e Alfa Djaló (Máximo Antunes, 61) .
Não utilizados: Rafael Caramelo, Edrick Santos e João Oliveira .

Jogo na Academia de Futebol da U. de Leiria, em S. Eufémia.
Árbitro: Hélder José (AF Santarém).
Árbitros assistentes: Patrício Pereira e Diogo Vicente.
Ao intervalo: 1-1
Golos: 0-1, por Márcio Delgado, aos 24 minutos; 1-1, por Gonçalo Barbosa, aos 70+1).

Acção disciplinar: cartão amarelo a Respício Augusto (32), Miguel Silva (69) e Cristiano (70).

Tuna Caranguejeiro

Gonçalo Barbosa, que entrou aos 56 minutos de jogo, foi o ‘herói’ do jogo entre unionistas e setubalenses ao obter o golo do empate já no período de descontos, num oportuno golpe de cabeça quando poucos adeptos do clube da casa esperavam tal resultado.
Os minutos iniciais da partida foram equilibrados, embora os visitantes tivessem mais posse de bola. Os lances de perigo nas duas áreas não abundaram e foram os setubalenses que aos 15 minutos fizeram ao primeiro remate por Respício Augusto, que de longe rematou e obrigou Vieira a ‘mergulhar’ na relva.
Os unionistas só aos 28 minutos tiveram o primeiro remate à baliza de Diogo Gonçalves, com Leandro a ‘prensar’ a bola num adversário.
Até que os 24 minutos, no seguimento de um canto, Márcio Delgado enviou uma ‘bomba’ conseguindo um golo de belo efeito.
A União reagiu e aos 32 minutos Vasco Pontes, que teve uma exibição positiva, na marcação de uma castigo máximo proporcionou excelente defesa a Diogo Gonçalves.
No segundo tempo o Vitória de Setúbal entrou melhor, com um futebol de bom recorte técnico e a criar perigo aos 36 e 39 minutos por Ricardo Santos e Frederico Carreira, respectivamente.
Os pupilos de Fredy Biel só aos 45 minutos criaram grande perigo na área adversária, mas a bola passou por cima da barra.
Miguel Silva subiu várias vezes no terreno tentando perigar as redes vitorianos, tendo realizado mais uma boa exibição.
Os visitantes voltaram a revelar alguma supremacia e aos 49, 51 e 68 minutos tiveram grande chance de fazer o 2-0. Valeu na circunstância as duas boas defesas de Vieira e a ineficácia de Hugo Figueiredo.
Até que no período de compensação e no seguimento de um livre, Gonçalo Barbosa, com Miguel Silva por perto, de cabeça igualou o marcador, para grande satisfação de todos os jogadores, dirigentes e técnico da casa.
Arbitragem positiva.

Fredy Biel (U. Leiria): “Defrontámos uma boa equipa. Julgo que o empate se aceita, porque os meus jogadores tiveram uma excelente atitude. Falhámos um pénalti, não baixámos os braços. Se tivéssemos marcado o jogo poderia ter sido outro.”, declara.
José Mendes (V. Setúbal): “Foi pena os meus jogadores terem desperdiçado muitas oportunidades de golo para fazerem o 2-0. Sofremos o golo do empate num lance de bola parada já nos descontos e numa falta desnecessária. Merecíamos a vitória”, remata.

Etiquetas:

posted by mozdn @ 12:15 da manhã,

1 Comments:

At 8:26 da tarde, Blogger Nuno said...

Boa noite, alguem sabe indicar os dados do fotógrafo (e-mail ou telefone) ?

 

Enviar um comentário

<< Home