uniaodeleiria.blogspot.com: Agenda | Merchandise | Caderneta | Contacto

 



Agenda 31.10 a 02.11

Etiquetas:

posted by PETZL @ 1:57 da tarde,

37 Comments:

At 4:09 da tarde, Anonymous o jornalista said...

JUNIORES, 8ª Jornada, 01/11/08

Convocatória SCP x UDL

Brígido
Camara
Cepeda
Crachat
Dani
Edgar
Fábio Cunha
Figa
Fontes
Frederico
João Vieira
Mica
Nélson
Paulo Martins
Pedro Carvalho
Pedro Rodrigues
Tiago Gonçalves
Xico

INICIADOS A, 7ª Jornada, 01/11/08

Convocatória CADE x UDL

Cheta
Ascenso
Joaquim
Hortêncio
Humberto
Tiago Jorge
Tiago Pacheco
Filipe Oliveira
Tito
Ezequiel
Oliveira
Danny
Carlos Santos
Rafael Damásio
Rafael Monteiro
Rafael Ramalho
Venâncio
Yulien

 
At 9:55 da tarde, Anonymous riba said...

Jogos muito dificeis para os escaloes jovens com visitas ao campo de grandes equipas. Confiança malta!
Nos seniores só a vitoria interessa e exige-se a mesma.
No futsal se as coisas correrem no normal penso que alcançaremos as tão desejadas vitorias.
Força Leiria!!

 
At 1:31 da manhã, Anonymous Infiltrado said...

Convocados Juvenis B para a recepção ao Portomosense

Nuno Sousa
Eduardo
Rafael
Edgar
Telmo Rodrigues
Ruben
Batista
Filipe Neves
Colaço
Diogo Justo
Felix
João
Hugo
Ratinho
Parreira
Henrique
Telmo
Olavo

Convocados Juvenis A para o encontro no campo do Real

Mocheco
Wilson
Pedro Santos
Samuel
Fabio
Daniel
Bras
Luis Pedro
João Faustino
Dario
Pedro Estrela
Francisco
Jardel
Amaro
Pacheco
João Gonçalves
Mehnana
Garrido

 
At 2:26 da manhã, Blogger Rui Nunes said...

A nossa equipa feminina de FUTSAL venceu esta noite o Arnal em Stª Eufémia por um esclarecedor 4-0. Ver mais em www.futsaluniaodeleiria.com.sapo.pt

 
At 8:05 da manhã, Anonymous s-type said...

Grandes jogos para estes fim-de-semana esperemos que seja pelo menos tão bom o fim-de-semana passado! :P

A equipa de futsal feminina continua a fazer uma campanha excelente!

 
At 10:58 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Grandes jogos este fim de semana, e VAMOS TODOS APOIAR OS SENIORES , eu tenho confiança num lugar nos 5 primeiros , o que acaba por nao ser mau para uma equipa que desceu , que temos os exemplos de estoril,santa clara gil vicente e beira mar que desceram e nunca mais voltaram e alguns deles estao mal calssificados por isso FORÇA LEIRIA

 
At 3:50 da tarde, Anonymous AJC said...

noticias de resultados ao intervalo em Alcochete e Entroncamento .... alguém sabe ?

 
At 5:25 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

INICIADOS A

CADE x UDL 4:0

JUVENIS B

UDL x ADPortomosense 2:0

JUNIORES

SCP x UDL 3:0

 
At 5:42 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Ricardo é guarda redes da Académica.
Ricardo tinha um futuro promissor até ao "estranho" jogo da época passada, com o Benfica. Esse jogo, correu mal ao guarda redes que tinha sido chamado, a substituir Pedro Roma. Em consequência desse jogo, Ricardo não mais mereceu a confiança de Domingos.
Ricardo foi emprestado este ano ao Leiria, onde não é titular.
Em acordo feito com a Académica, no final de cada mês o Leiria teria que entregar à Académica uma percentagem do ordenado que Ricardo aufere. A Académica pagaria depois ao jogador o total acordado.
Bartolomeu e companhia não cumprem para com a Académica o acordado, e não têm entregue a sua parte.
A Académica entrega então ao jogador a sua parte sem a percentagem do Leiria.

 
At 5:43 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

CAMPEONATO NACIONAL DE JUNIORES, ZONA SUL, 8ª Jornada

RESULTADOS

Real 1-0 Oeiras
Marítimo 3-2 Est.Amadora
Louletano 2-8 Belenenses
Estoril 0-3 Benfica
Atlético 2-0 V. Setúbal
Pombal 0-2 Torreense
Farense 0-0 Nacional
Sporting 3-0 U. Leiria

CLASSIFICAÇÃO

1ºBenfica 21
2º-Sporting 20
3º-V. Setúbal 18
4º-Nacional 17
5º-Belenenses 15
6º-Atlético 13
7º-Real 12
8º-UNIÃO DE LEIRIA 11
9º-Est.Amadora 11
10º-Estoril 11
11º-Torreense 10
12º-Oeiras 7
13º-Farense 6
14º-Marítimo 5
15º-Louletano 1
16º-Pombal 0

 
At 6:27 da tarde, Anonymous Anónimo said...

quem marcou os golos dos juvenis B

 
At 6:33 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

Juniores: Sporting, 3-U. Leiria, 0
Retirado do site do SCP

Em jogo da oitava jornada do Nacional de Juniores, o Sporting recebeu e venceu a União de Leiria por 3-0. Os tentos foram apontados por Pedro Mendes (23 m), Diogo Rosado (70 m) e Henrique Gomes (90 m).

Vitória justa do Sporting, que reagiu muitíssimo bem ao empate da jornada passada. Os pupilos de José Lima não tiveram uma partida fácil, já que a equipa de Leiria veio a Alcochete jogar o jogo pelo jogo, tentando equilibrar desde cedo o encontro. Os «leões» mantiveram uma boa postura ao longo dos 90 minutos, tendo desde início «estudado» muito bem a formação adversária. O primeiro golo surgiu por intermédio de Pedro Mendes, ao minuto 23, através de um remate cruzado. A vencer pela margem mínima, a partida chegou ao intervalo.

Na etapa complementar, o domínio continuou a pertencer aos «leões» que dilataram o resultado para 3-0. Diogo Rosado, depois da bola bater no poste, fez o segundo e já nos descontos, o recém-entrado Henrique Gomes fechou a contagem.

Na próxima jornada, os «leões» deslocam-se à Madeira, para defrontarem o Nacional.

 
At 9:29 da tarde, Anonymous Jornalista disse said...

CEPEDA MUITA CLASSE,BRIGIDO MUITO BEM...

 
At 10:26 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

DIVISAO HONRA JUVENIS, 2ª Jornada

RESULTADOS

UNIÃO DE LEIRIA "B" 2-0 Portomosense
Beneditense 1-0 Vieirense
Nazarenos 2-0 Peso
União Serra 2-0 Marrazes
SLMarinha 3-2 Alcobaça
GRAP ?? Gaeirense


CLASSIFICACAO
POS...EQUIPA..............PTS
1....Nazarenos.................6
2....UD Leiria "B".............6
3....Beneditense..............6
4....SL Marinha................6
5....UD Serra....................6
6....GC Alcobaca.............3
7....Peso....................0
8....Portomosense...........0
9....ID Vieirense..............0
10..SCL Marrazes...........0
11..GD Grap/Pousos.............0 (-1 jogo)
12..SCR Gaeirense ........0 (- 1 jogo)

 
At 10:30 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

Correcção:
UDS 3-2 Sclmarrazes

 
At 12:46 da manhã, Anonymous O Jornalista said...

porting Clube de Portugal 3 - 0 União Desportiva de Leiria

Campeonato Nacional de Juniores "A"

Data: 01/11/2008.
Hora: 15:00.
Local: Academia Sporting/Puma, Alcochete - Campo número 1.

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL: 1 - Victor Golas; 2 - Cédric Soares; 3 - Pedro Mendes; 4 - Nuno Reis; 5 - Michael Santos; 6 - Diogo Amado, cap.; 7 - Diogo Rosado (18 - Henrique Gomes, 84'); 8 - André Martins (14 - Luís Almeida, 82'); 9 - Amido Baldé; 10 - Rabiu Ibrahim e 11 - Alexander Zahavi (16 - Renato Santos, 74').
Suplentes não utilizados: 12 - Ruben Luís; 13 - Ricardo Alves; 15 - Tiago Feiteira e 17 - Luís Oliveira.
Treinador: José Lima.

UNIÃO DESPORTIVA DE LEIRIA: 12 - Pedro Carvalho; 2 - Fredy; 4 - Pedro Rodrigues; 5 - Tiago Gonçalves, cap.; 10 - Cepeda (7 - Figa, 78'); 14 - Nélson; 19 - João Vieira; 21 - Fontes (9 - Silvério Camará, 67'); 24 - Edgar; 28 - Ruben Brígido e 38 - Xico (20 - Fábio Cunha, 56').
Suplentes não utilizados: 1 - Micael; 3 - Crachat; 15 - Dany e 26 - Paulo Martins.
Treinador: Mário Artur.

Árbitro: Paulo Jorge (AF Lisboa).
Assistentes: Luís Ralha e Gil Brandão (AF Lisboa).
Disciplina: Cartão amarelo a André Martins (43') e Nélson (65').

Marcadores: 1-0, por Pedro Mendes (22'); 2-0, por Diogo Rosado (60'); 3-0, por Henrique Gomes (90 + 1').
Melhores em campo: André Martins (Sporting Clube de Portugal) e Ruben Brígido (União Desportiva de Leiria).



Crónica:

Após o "deslize" da última jornada, os juniores do Sporting voltaram à senda das vitórias, beneficiando de, na semana desportiva que ora termina, não se ter realizado a Liga Intercalar. Assim, foi com sete dias de (relativo) descanso nas pernas que os sub-19 leoninos subiram ao terreno de jogo para defrontar a União de Leiria, num jogo que se previa - e foi - bastante complicado para os anfitriões.

Para este embate, o treinador leonino José Lima não mudava nem uma vírgula à equipa que tem apresentado para os últimos encontros. Na baliza estava o mesmo Victor Golas, resguardado por Cédric Soares, Pedro Mendes, Nuno Reis e Michael Santos. O meio campo era composto por Diogo Amado, André Martins e Rabiu, enquanto nas alas pontuavam Diogo Rosado (direita) e Alex Zahavi (esquerda). O ponta de lança era o "gentil gigante" Amido Baldé. Uma equipa já bem entrosada e que vai beneficiando dos automatismos adquiridos pela estabilidade no onze.

Já a União de Leiria apresentava uma equipa bem reforçada com alguns interessantes jogadores, caso do ex-portista Figa, do avançado Silvério Camará, ex-Sport Lisboa e Benfica, ou de Fábio Cunha, que esteve, em épocas passadas, ligado ao Sporting. A equipa do Centro tinha, no entanto, no médio-centro Ruben Brígido a sua principal "estrela". O jogador, que também chegou a passar pelo Sporting no escalão de Infantis, assumiu-se como o "tecnicista de serviço" na sua equipa, rubricando exibição agradavelmente personalizada. Destaque ainda para o guardião Pedro Carvalho (algumas intervenções importantes) e para o centrocampista João Vieira, cujos "raides" em velocidade e capacidade de luta causaram algumas dores de cabeça a Cédric e companhia.

Duas equipas, portanto, prontas a proporcionar um espectáculo equilibrado. E, apesar do resultado, foi-o. Por vezes até demais...

"Quem não tem cão..."

A primeira parte pautou-se apenas por uma palavra: equilíbrio. As duas equipas, que há poucas semanas haviam empatado no Torneio da Marinha Grande, apresentavam-se bem balanceadas e, apesar de usarem armas distintas, obtinham resultados bastante semelhantes.

Assim, o Sporting apostava na qualidade de passe e rigor táctico como esteios da sua estratégia. O jogo dos leões era mecanizado, por vezes até frio, e tinha como objectivo único alvejar a baliza de Pedro Carvalho. Por outro lado, o Leiria apresentava-se mais desorganizado, mas com enorme coração, e apostava no contacto físico - sem exageros - como "arma" para travar o Sporting. Uma estratégia que resultou na perfeição até ao segundo golo dos leões, e que poderia perfeitamente ter rendido um golo aos leirienses, não fosse a defesa leonina tão sólida e coesa.

No entanto, não há bela sem senão, e todo este equilíbrio teve como consequência fazer com que a primeira parte fosse algo falha de ocasiões claras de golo. Aparte o tento obtido por Pedro Mendes - ele próprio derivado de uma jogada fortuita - houve poucas ocasiões em que se pudesse dizer "esta quase dava golo".

De facto, e apesar das várias jogadas de entrosamento atacante delineadas de parte a parte e dos inúmeros cantos conseguidos, foram apenas três os remates dignos de nota nos primeiros vinte minutos. Primeiro, foi Rosado quem atirou "para as nuvens", aos quatro minutos; aos oito, após bom trabalho, Rabiu remata muito desviado da baliza de Pedro Carvalho. E só aos 18' surge uma jogada de perigo digna desse nome. O protagonista é a "cegonha" Amido Baldé, que fura pelo meio em toques de tecnicismo, faz a bola passar por cima de um defesa adversário e atira para defesa apertada de Pedro Carvalho. Do canto subsequente, Amado também desperdiça, enviando a bola aos ferros antes de esta sair.

Começava a desesperar-se por um golo em Alcochete. No entanto, um protagonista inesperado trazia a solução...

"...caça com defesa!"

O seu nome era Pedro Mendes, o defesa central dos leões que, aos 22 minutos, conseguia finalmente quebrar um impasse que, para os anfitriões, já "queimava". A jogada nasce de um canto, bem batido da esquerda. Nuno Reis, com um toque de habilidade, envia a bola, a dez à hora, contra o poste do Leiria. A situação parecia controlada por Pedro Carvalho, mas uma hesitação do guardião leiriense permite a Pedro Mendes apoderar-se da bola e rematar para a baliza deserta. 1-0 para o Sporting, numa altura em que qualquer das formações poderia ter tomado a dianteira.

No entanto, não foi o golo que veio animar este jogo. Antes pelo contrário: até ao intervalo, verificou-se a mesma toada, com muita luta a meio-campo, algumas bonitas jogadas de entrosamento, mas muito poucas oportunidades de golo. De realce, neste campo, apenas o lance individual de Rosado, aos 39', em que este, após deixar dois adversários para trás, remata à figura de Pedro Carvalho. Do lado do Leiria, um "susto" de Michael Santos (34') e um remate à figura (40') constituíam momentâneos pontos de interesse, num jogo que se ia tornando cada vez mais feio, mais físico e menos jogado. Já ao cair do pano, um último esforço de Amado volta a passar ao lado da baliza.

As duas equipas iam, assim, para intervalo com o Sporting a vencer pela margem mínima, num jogo sem grande história. Felizmente, a segunda parte traria um (ligeiro) incremento de qualidade, e mais golos...

Sempre a subir

As duas equipas voltavam das cabines sem quaisquer alterações, continuando os treinadores a depositar toda a confiança nos seus respectivos onzes iniciais. No entanto, algo deve ter sido dito ao intervalo, pois as duas equipas subiram ao terreno de jogo com disposições bastante diferentes da primeira parte.

Assim, o Leiria optava, nesta segunda parte, por "abrir" mais o jogo, fazendo-o passar mais pelas alas, mas sempre com escala nos pés de Ruben Brígido, organizador de jogo de serviço. No entanto, os outros dois médios-centro, Cepeda e Edgar, perderam algum do seu protagonismo em favor de João Vieira, cuja segunda parte foi também de bom nível e altíssima rotação.

Quanto ao Sporting, entrava mais galvanizado, aguerrido, e sobretudo esclarecido. Os jovens leões surgiram mais moralizados no período complementar, e talvez tenha sido essa uma das armas para conseguirem ampliar a vantagem e resolver o jogo.

Como consequência desta nova moral das duas equipas, o segundo tempo foi bem mais aberto, igualmente disputado, mas com futebol mais bonito e maior volume de oportunidades de golo, com preponderância para o Sporting, mas sem que o Leiria deixasse de, sempre que possível, alvejar a baliza de Golas.

O primeiro aviso era, desde logo, dado por Diogo Rosado, o qual perdia uma boa oportunidade de marcar logo aos 51', quando opta por tentar servir André Martins em vez de rematar. A intenção era boa, mas estando o extremo-direito do Sporting isolado frente a Pedro Carvalho, impunha-se um remate que cimentasse o resultado.

Ao ataque!

Mesmo assim, esta tentativa de Rosado abria caminho a um "ataque" declarado dos leões à baliza adversária. O volume de oportunidades falhadas neste período chegou certamente para fazer arrepelar os cabelos a treinadores, jogadores e adeptos, mas o facto é que a sorte não sorria mesmo ao contingente de José Lima. Diogo Rosado (54') e André Martins (55') atiravam ao lado, enquanto Rabiu via o seu remate, perfeito, ser defendido de forma igualmente bonita por Pedro Carvalho (59'); na recarga, Alexander Zahavi voltava a atirar desviado da baliza leiriense. Juntem-se a isto várias jogadas em que ninguém chega (ou todos chegam atrasados) aos cruzamentos dos extremos leoninos, e parecia que a sorte não queria mesmo bafejar o Sporting.

No entanto, tudo isso viria a mudar a partir do minuto 60', quando o Sporting concretiza da melhor forma a jogada mais bonita do encontro. Rabiu e Rosado combinam, numa "tabelinha" pelo ar plena de tecnicismo; no fim do lance, o número 7 leonino vê-se em boa posição na área e, em novo toque tecnicista, põe a bola para lá de Pedro Carvalho. Era o 2-0, num lance espectacular em que, depois de sair pela primeira vez dos pés de Rosado, a bola não mais toca no chão até se alojar nas redes! Um grande golo que vinha ao encontro daquilo que o Sporting, fervorosamente, procurara desde o reatamento, mas que parecia castigo demasiado pesado para uma União de Leiria que procurava incansavelmente o empate.

Como que a demonstrar o estado de espírito da sua equipa, Edgar efectua, aos 67', um remate "de raiva" ao lado da baliza de Victor Golas. Um símbolo, simultaneamente, da garra e vontade da UDL e da impotência de que a equipa do Centro padeceu para, quiçá, alterar o resultado.

Suplentes que fizeram a diferença

Só depois de tudo já estar resolvido é que José Lima foi "soltando", um a um, os suplentes. Primeiro Renato Santos, que em pouco mais de um quarto de hora mostrou o seu habitual inconformismo e garra, cheirando o golo por duas vezes; depois, em sucessão, Luís Almeida, o "Kikas", e Henrique Gomes.

Poder-se-ia pensar que estas eram substituições destinadas, tão simplesmente, a dar minutos a jogadores pouco utilizados ultimamente. No entanto, os três jovens "agarraram" estes poucos instantes de que dispuseram e fizeram também, a seu modo, a diferença no jogo. Renato pela vivacidade que ajudou a trazer ao jogo; "Kikas" pela regularidade a meio campo; e Henrique por, em um lance, ter sentenciado a partida.

Mas já lá vamos. Primeiro, nota para a excelente ponta final de Rabiu Ibrahim, que esteve em "crescendo" ao longo do jogo até acabar em esplendor, nos últimos minutos. Destaque, também, para as oportunidades perdidas por Amido Baldé (75', boa oposição do keeper) e Renato Santos (81', após excelente jogada de entendimento, 84', contra o corpo do guarda-redes que defende bem, e 85', por cima). Por fim, mesmo ao cair do pano, duas boas oportunidades para o Leiria, na primeira das quais Figa, em recarga a um alívio mais pobre, tira a defesa da tarde a Golas, que efectua uma estirada magnífica a negar um golo que parecia certo - a bola ia lá direitinha!

No entanto, o momento decisivo chegaria no último lance do encontro, após mais um remate à figura de Amido ter obrigado à atenção de Pedro Carvalho. Na jogada seguinte, um magnífico toque de Rabiu isola um companheiro, que centra. O guardião leiriense voa, mas na insistência Henrique Gomes, com tempo e espaço, domina e aplica uma finalização certeira. 3-0, uma fasquia demasiado pesada para aquilo que ambas as equipas apresentaram durante os 90 minutos.

Instantes depois, soava o apito, pondo fim a este regresso do Sporting às vitórias. O sacrificado foi, infelizmente, uma equipa que merecia muito mais à saída de Alcochete.



Análise individual (Sporting Clube de Portugal):

Victor Golas - Raramente foi incomodado, mas ainda mostrou os seus reflexos felinos com uma defesa magnífica, em cima dos 90'.

Cédric Soares - Na primeira parte, não esteve tanto em evidência durante alguns períodos do jogo. Na segunda, passou por ali muito jogo, e sobressaiu mais.

Pedro Mendes - Ajudou a "desbloquear" uma situação complicada (22'); no restante tempo, alternou bons momentos com alguns erros inofensivos.

Nuno Reis - Mais tranquilo que o parceiro do lado, mas também é verdade que teve menos trabalho. Regular.

Michael Santos - Deu tudo pela equipa, com raça, entrega e pulmão inesgotáveis. Quando foi preciso atacar, foi um dos voluntários, surgindo diversas vezes na imediação da área leiriense. Boas subidas pelo flanco.

Diogo Amado - Muito esforçado durante todo o jogo. Ao seu nível.

André Martins - Num jogo em que ninguém se destacou especialmente, vai para a "formiguinha obreira" do meio-campo leonino a distinção de figura do jogo. Fez sempre rodar jogo, com passes precisos, e esteve em todo o lado! Saiu sob aplausos...merecidos.

Rabiu Ibrahim - Na primeira parte, realizou trabalho táctico importante, raramente se afastando muito da sua zona prescrita de acção. No entanto, os toques de classe não deixavam esquecer quem era o jogador que estávamos a observar. Na segunda parte, foi crescendo até acabar em grande.

Diogo Rosado - Está a amadurecer o seu estilo de jogo, e a aprender a jogar em equipa. Criou, com Rabiu, um bonito golo, e tentou municiar outros. Flectiu muitas vezes para o centro em diagonais que dão outra vida ao seu jogo.

Amido Baldé - O Sporting ainda não aprendeu a jogar "para" o seu metro e noventa e muitos. Como tal, esteve importante, sobretudo, na rotação e municiação de jogo atacante, sem grandes oportunidades para concretizar.

Alexander Zahavi - Por vezes demasiado individualista, querendo mostrar a técnica, criou no entanto desequilíbrios pela esquerda. Precisa optimizar o tempo de passe, porque técnica e velocidade já tem, a rodos.

Renato Santos - Com pouco tempo para mostrar serviço, chegou ainda assim a "cheirar" por três vezes o golo. Quinze minutos de garra no flanco direito.

Luís Almeida - Entrou já com tudo quase resolvido, e segurou o meio-campo.

Henrique Gomes - Estava a passar despercebido até, num bom lance, aparecer no sítio certo para sentenciar de vez a partida.

Brigido

Declarações:

Ruben Brígido (melhor em campo da U. Leiria):

Sobre a partida:

"Foi um jogo complicado. Entrámos bem, tentámos disputar o jogo taco-a-taco com o Sporting até aparecer o primeiro golo deles. Depois desse golo aparecer foi mais complicado. Tivemos que abrir mais espaços, e eles souberam explorar bem os nossos espaços. Foi um jogo muito difícil, e penso que se aquele golo não tem surgido tão cedo o jogo teria outro rumo, seria mais difícil para eles, e poderíamos talvez ter alcançado outro resultado, que não este 3-0."

Sobre as dificuldades postas pelo Sporting:

"Penso que estiveram sempre muito bem organizados defensivamente. Não soubemos, talvez, explorar um ou outro erro deles. A parte final foi mais complicada, nós já estávamos cansados, e notava-se que eles estavam um pouco melhor fisicamente. Na parte final é que se começou a sentir mais a diferença."

 
At 11:11 da manhã, Anonymous Anónimo said...

quem marcou os golos dos juvenis ?

 
At 12:13 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

INICIADOS B

UDL x Alcobaça 0:3

 
At 12:37 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

Retirado do "Academia de Futebol"

Análise dos jogadores do UDL
Análise inidividual (União de Leiria):

12 - Pedro Carvalho: Não teve qualquer culpa nos três golos sofridos. No início do jogo esteve autoritário a comandar o posicionamento dos seus colegas na defesa leiriense. Sem muito trabalho ao longo dos 90 minutos, teve de se aplicar em três boas defesas a remates de Amido Baldé (2 vezes) e Rabiu Ibrahim.

2 - Fredy: Sentiu muitas dificuldades na sua zona de acção face às constantes arrancadas de Michael Santos, Alexander Zahavi e mesmo quando Rabiu descaía para o lado esquerdo.

24 - Edgar: Entre os laterais leirienses, foi o que mais apoio os colegas nas manobras ofensivas. Viu-se forçado a acompanhar as derivações para o meio por parte de Diogo Rosado. Disputou um ou dois lances mais viris com André Martins.

4 - Pedro Rodrigues: Central com boa disponibilidade física e sem medo na abordagem aos lances. Dobrou bem Fredy num lance em que Michael Santos quase surgia isolado dentro da área e ofereceu o corpo à bola num remate de André Martins que levava selo de golo.

5 - Tiago Gonçalves: Ficou encarregue da marcação do avançado leonino com quem perdeu diversos lances, um deles de forma infantil ao não aliviar a bola a tempo.

14 - Nélson: Este médio - defensivo tinha a difícil tarefa de marcar Rabiu e acabou por obrigar o nigeriano a jogar em outras partes do campo. Nos confrontos com os outros médios leoninos, acabou por ver cartão amarelo após falta sobre André Martins.

38 - Chico: Foi o mais discreto dos jogadores do meio campo leiriense. Em pouco mais de 50 minutos, registou 1 corte e 3 faltas. Foi o primeiro sacrificado quando a equipa procurava o empate.

28 - Pedro Brígido: O mais inconformado da equipa da Cidade do Lis. Correu, recuperou bolas, desmarcou os colegas e foi o marcador das bolas paradas. A jogar contra a sua ex-equipa, realizou uma boa exibição, pressionando os médios leoninos e armando diversos lances de ataque, entre elas uma subida pelo flanco esquerdo a que nenhum colega correspondeu na área leonina.

10 - Cepeda: Alguns pormenores técnicos e qualidade de passe. Viu Victor Golas adiantado e tentou surpreender o guardião leonino com um chapéu desde o meio campo. Ficam na retina um par de desmarcações para os avançados, revelando boa visão de jogo. Saiu quando já lhe faltavam as forças.

19 - João Vieira: Apareceu muitas vezes em terrenos mais recuados à procura de jogo e procurou construir jogadas de entendimento com os médios ofensivos.

21 - Fontes: Foi sempre presa fácil para Nuno Reis. O lance onde teve mais destaque foi quando fez falta dura sobre Pedro Mendes.

20 - Ruben Cunha: Substituiu Chico mas pouco mudou na manobra da equipa.

7 - Figa: Estava a passar completamente despercebido no jogo até que perto dos 90m obrigou Victor Golas à defesa da tarde.

9 - Silvério Camará: Entrou bem em jogo e obrigou os centrais leoninos a aplicarem-se. No entanto, acabou por tentar fazer tudo sozinho e das suas jogadas individuais não resultou nenhuma jogada de perigo.

 
At 12:41 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

JUVENIS A

Real Massamá 3-2 UDL (Dário e André Amaro)

 
At 2:08 da tarde, Anonymous s-type said...

quem fim de semana tão mauzinho para as nossas cores!

espermos que os seniores nos dêm uma alegria este fds!

 
At 2:40 da tarde, Anonymous Anónimo said...

só os juvenis B é que ganharam no futebol 11 ?!

 
At 3:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Valha-nos o futsal!

 
At 6:25 da tarde, Anonymous Anónimo said...

qum marcou os golos dos juvenis B

 
At 6:28 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

CAMPEONATO NACIONAL DE JUVENIS, SÉRIE C, 7ª Jornada

RESULTADOS

CA Cultural 1-4 Sporting
Est.Amadora 4-0 Eléctrico
Oeiras 2-1 Caldas
Benfica 5-0 CADE
Odivelas 4-0 D. Castelo Branco
Real 3-2 UNIÃO DE LEIRIA

CLASSIFICAÇÃO

1º-Sporting 19
2º-Benfica 18
3º-Odivelas 16
4º-Real 15
5º-UNIÃO DE LEIRIA 13
6º-CADE 11 7
7º-Est.Amadora 9
8º-Oeiras 6
9º-Eléctrico 4
10º-Caldas 3
11º-CA Cultural 2
12º-D. Castelo Branco 1

 
At 6:34 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

CAMPEONATO NACIONAL DE INICIADOS, SÉRIE D, 7ª Jornada

RESULTADOS

NS Rio Maior 0-3 Académica
U. Coimbra 0-6 Naval
D.Castelo Branco 2-0 Ac.Santarém
CADE 4-0 UNIÃO DE LEIRIA
Fátima 3-0 Marinhense
Caldas 4-0 Beneditense

CLASSIFICAÇÃO

1º-CADE 21
2º-Académica 16
3º-UNIÃO DE LEIRIA 16
4º-Caldas 15
5º-Fátima 13
6º-D.Castelo Branco 13
7º-Naval 11
8º-Marinhense 7
9º-Beneditense 4
10º-Ac. Santarém 3
11º-NS Rio Maior 3
12º-U. Coimbra 0

 
At 7:21 da tarde, Anonymous Anónimo said...

bem vendo alguns comentarios aqui publicados teremos de terr em conta que este fim de semana não ter sido de muitas vitorias os adversários também não foram dos mais acessiveis falo do Sporting no caso dos juniories, e quanto aos outros escalões são adversários dificieis em que o resultado pode depender para qualquer uma das equipas e dai que isto não me surpreende. Uma palavra para a equipa de juniores que criou dificuldades e que o futebol praticado foi merecedor de elogios por parte de alguns dirigentes da equipa adversária. Outra palavras para as equipas que jogam no distrital, vi algumas equipas est fim de semana porque sou um adepto curioso, e deparo que o U.Leiria começa a não a ter forte concorrência de várias equipas do distrito, o que pode não ser muito vantajoso pois oos melhores jogadores gostam de estar nas melhores equipas, e isto leva-me a pensar se a formação e quem observa e "contrata" os jogadores para as camadas jovens não deve repensar a forma de trabalhar e arranjar criterios para todas as equipas para que se possa trabalhar progressivamente e não entrarem miudos em juvenis, em iniciados como entram todos os anos para as equipas de nacionais. Ou seja tentar capta-los e trabalha-los o mais cedo possivel para lhes incotir raizes no clube... fica uma ideia, seria importante fazer no distrito de Leiria o que os grandes fazem ao nível do pais. saudações unionistas.

 
At 8:01 da tarde, Anonymous Anónimo said...

bem o link para o site do jessui é k m parte todo.... retirem o link bahh

 
At 10:33 da tarde, Anonymous Anónimo said...

qual foi as constituicoes das equipas de juvenis e ja agora se nao for dificil os marcadores dos golos dos juv-b

 
At 10:06 da manhã, Anonymous Anónimo said...

JUVENIS B

Marcadores dos golos do União de Leiria - Olavo (grande penalidade) e Ratinho

 
At 4:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Na convocatória para mais um treino de aperfeiçoamento da Selecção Distrital de Sub 16, em 23 jogadores convocados, provenientes de 9 equipas, 10 são do União de Leiria:
- João Monteiro "Moxeco"
- Wilson
- Brás
- Daniel Cardoso
- Peralta
- Filipe Neves
- Miguel Batista
- Eduardo Santos
- Eduardo Silva "Ratinho"
- João Gonçalves

 
At 9:47 da tarde, Anonymous riba said...

Fim de semana horrivel para o futebol. Os seniores então são a vergonha total.
No futsal grandes vitorias. Parabens!

 
At 12:13 da tarde, Anonymous realista said...

Um treino de aperfeiçoamento da selecção distrital, mas eles treinam com pernetas e agora vão treinar com o Mourinho. Mais um fim de semana para os directores da AF Leiria irem passear, ou para os grandes colocarem os olheiros e irem sacar alguns atletas. Desculpem mas as selecções não têem interesse nenhum para os clubes.

 
At 4:25 da tarde, Anonymous Anónimo said...

A verdade é que quem observa os jogadores do nosso distrito não sei mas este ano por exemplo nos juvenis A só acertou no meu entender num jogador que ele sim faz a diferença o Dário ex. jogador do Rio Maior, todos os outros que vieram não tiram de maneira nenhuma o lugar aos que já lá estavam também concordo que deveriam vir jogadores para UDL no escalão dos iniciados B depois só por grande necessidade, mas isto é só uma opinião.

 
At 3:23 da tarde, Anonymous o jornalista said...

CAMPEONATO DISTRITAL DE JUVENIS - HONRA

Jogo em atraso: GRAP 6-0 Gaeirense

CLASSIFICAÇÃO
Pos. Clube J V E D GM GS Ptos
1º-Gd Nazarenos 2 2 0 0 10 0 6
2º-A.Beneditense Cd 2 2 0 0 7 3 6
3º-UNIÃO DE LEIRIA "B" 2 2 0 0 3 0 6
4º-S.L. Marinha 2 2 0 0 5 2 6
5º-União D.da Serra 2 2 0 0 5 3 6 6º-G.R.Amigos Paz 2 1 0 1 7 2 3
7º-Ginasio Alcobaça 2 1 0 1 4 4 3
8º-Id Vieirense 2 0 0 2 0 2 0
9º-Ad Portomosense 2 0 0 2 1 4 0
10º-Sc.Leiria Marrazes 2 0 0 2 2 5 0
11º-Gd Peso 2 0 0 2 3 8 0
12º-Soc.C.R. Gaeirense 2 0 0 2 0 14 0

 
At 11:09 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Vejo ai comentário sobre as selecções distritais e a observação dos grandes, o leiria poderia fazer perfeitamente o mesmo com jogadores que se saiba que estão num patamar ideal para representar o clube... temos de começara a appostar forte, pois tem d se pensar que os jogadores formados no leiria terão de dar lucro no futuro quer a nivel monetário ou a nível desportivo, para se conseguir tirar o clube da situção onde se encontra... vemos determinados jogadores nos seniores que se as nossas camadas jovens fossem preparadas pra jogarem nos seniores talvez fizessem melhor... iniciados b e juvenis b tem equipas fracas para enfrentar os nacionais para o ano...

 
At 11:09 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Vejo ai comentário sobre as selecções distritais e a observação dos grandes, o leiria poderia fazer perfeitamente o mesmo com jogadores que se saiba que estão num patamar ideal para representar o clube... temos de começara a appostar forte, pois tem d se pensar que os jogadores formados no leiria terão de dar lucro no futuro quer a nivel monetário ou a nível desportivo, para se conseguir tirar o clube da situção onde se encontra... vemos determinados jogadores nos seniores que se as nossas camadas jovens fossem preparadas pra jogarem nos seniores talvez fizessem melhor... iniciados b e juvenis b tem equipas fracas para enfrentar os nacionais para o ano...

 

Enviar um comentário

<< Home