uniaodeleiria.blogspot.com: Agenda | Merchandise | Caderneta | Contacto

 



Harison: o maestro está de volta !!!

Seis meses após ter sido dispensado, o médio Harison está de regresso a Leiria. Apesar de na época passada as exibições não terem sido as melhores, a verdade é que Harison é um jogador de talento inegável e que imensa falta tem feito esta temporada na equipa unionista. Para já nota-se a diferença na equipa, que com a sua presença ganha imediatamente outra consistência e outra magia.Na primeira metade da época, Harison esteve cedido ao Goiás, apesar da disputa do Botafogo pelos préstimos do "maestro". No Goiás, clube da principal divisão do Brasileirão Harison ajudou-o a salvar da descida à Série B do Brasileirão. Agora, pretende fazer o mesmo com a União de Leiria. Será que ainda vai a tempo?

O jogador brasileiro tinha outras propostas, nomeadamente a Ponte Preta (clube onde Harison já actuou e deixou saudades) mas foi sensível ao apelo do presidente da União de Leiria, João Bartolomeu. “Tinha alguns clubes interessados, mas o presidente falou comigo. Pediu-me para voltar. Disse que a equipa precisava de um jogador como eu”. Ainda segundo Harison “Sabia que o meu retorno podia acontecer a qualquer momento. Estou motivado e com vontade de voltar a jogar em Portugal e quero tirar a equipa desta situação difícil”.

Nascido em Belém do Pará a 2 de Janeiro de 1980, Harison foi formado nas escolas do São Paulo, onde chegou a ser uma grande promessa. Chegado a sénior foi emprestado ao Santa Cruz. Na época seguinte surgiu uma excelentes proposta a nível financeiro através dos japoneses do Urawa Red Diamonds e Harison necessitava de dinheiro para ajudar o seu pai que tinha problemas de saúde. Segundo Harison: “recebi uma proposta irrecusável para um jogador de 21 anos. Precisava do dinheiro para meu pai fazer um transplante de fígado. Fiquei três anos no Japão e depois sumi. Não era como agora, que todo mundo tem notícias diárias de lá”.

Tal como Harison referiu, o futebol japonês não tinha ( e continua a não ter) muita visibilidade a nível mundial, pelo menos na altura em que jogou lá, e lentamente o seu nome foi desaparecendo dos holofotes da fama. Para além dos Reds, Harison representou no Japão o Vissel Kobe e o Gamba Osaka. Em 2004 Harison regressou ao Brasil para jogar no Guarani, clube que terminou o campeonato em 22º e desceu à série B do Brasileirão. Em 2005 seguiu-se a Ponte Preta, clube que á semelhança do Guarani, lutava pela permanecia no principal escalão mas aí Harison e seus pares conseguiram a manutenção da "Macaca", a popular alcunha da Ponte Preta, com um 18º lugar no final da época.

Em 2005 Harison desembarcou na Europa para jogar na União de Leiria. Na altura afirmou
: "É um sonho poder jogar na Europa e o União de Leiria pode abrir-me mais portas, pois é um clube que sempre revelou bons jogadores. Fiz a escolha certa". Cedo se notou que Harison era uma mais valia no plantel leiriense e despertou o interesse de alguns clubes "maiores", caso do FC Porto. A sua influência no meio campo e ataque leiriense esfriou na época passada. Fruto de vários factores a época não correu bem a Harison que no final da temporada se viu na situação de dispensado.

Harison assinou pelo Goiás a meio de Junho último, clube na altura treinado por Paulo Bonamigo, um brasileiro que em Portugal chegou a jogar no Felgueiras na década de 90 e na época 2005/06 chegou a treinar o Marítimo. No Goiás Harison estreou-se, jogando os últimos 5 minutos, na jornada 18 do Brasileirão, a 9 de Agosto num jogo em que o Goiás venceu por 3-2 o Atlético MG. Logo na jornada seguinte foi titular, na derrota em Porto Alegre, frente ao Internacional (1-0), tendo regressado ao banco nos jogos seguintes. Harison foi alternando entre o banco e titularidade (foi titular entre a 28ª e 31ª jornadas) e marcou dois golos, um frente ao Vasco (derrota 2-3 do Goiás) e o outro frente ao Atlético MG na 37ª e penúltima jornada do Brasileirão, num jogo onde o Goiás perdeu por 4-1. Harison conseguiu cumprir o ojectivo máximo na sua estada no Goiás que foi manter o clube na série A do Brasileirão.



Um dos “feitos” da carreira de Harison foi nos juniores do São Paulo, ter deixado o então desconhecido Kaká, hoje consagrado melhor jogador do mundo e principal destaque do AC Milão, no banco de suplentes durante uma edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Harison confirma tal facto: “ Isso aconteceu de verdade, mas acabou virando história. Na época, o Vadão tinha apenas uma vaga no time de cima e eu estava jogando melhor e tinha mais experiência que o Kaká”.

Esperemos que o maestro não tenha chegado demasiado tarde!!! FORÇA LEIRIAAAA!!!!!

Etiquetas:

posted by Lima @ 1:15 da manhã,

4 Comments:

At 11:22 da manhã, Anonymous PETZL said...

Sem dúvida um grande jogador!
Mais um dos erros de planeamento desta época... a sua dispensa!

Vamos lá ver se o seu regresso não aconteceu tarde demais...

Bom trabalho lima! :P

 
At 12:02 da tarde, Blogger mozdn said...

Mais um magnifico trabalho de prospecção por terras de Vera Cruz Lima!!!
Queira Deus que ele não tenha regressado tarde demais....
Força Harison
Força Leiria!!!

 
At 2:56 da tarde, Anonymous Riba said...

É sem dúvida um grande jogador.
Na minha opinião acho que está a ser mal aproveitado pois devia ter uma posição livre no campo e com menos tarefas defensivas, ao estilo Silas. Ja não temos um jogador "10" desde o seu tempo.
Tem de ter liberdade para rematar sempre que quiser pois é um dos seus pontos fortes, o remate de fora de área. Pelo menos era assim no brasil...
É pena é tar em fim de contrato, dificilmente renovará e vamos perder além de um bom jgador uma oportunidade de um bom negocio

 
At 11:16 da manhã, Blogger pitch said...

Bem... o Lima tem que ir para o canal Biography. As fontes do homem sao inacabáveis... parabéns mais uma vez pelo excelente trabalho de pesquisa.

P.S - A comparação com o Bjorn Borg está divinal!

 

Enviar um comentário

<< Home