uniaodeleiria.blogspot.com: Agenda | Merchandise | Caderneta | Contacto

 



Sérgio Cruz - Mito dos 90's convertido em adjunto de Oliveira


Figura incontornável dos “cromos da bola” da década de 90 do futebol português, Sérgio Cruz antigo central é hoje em dia adjunto do técnico da União de Leiria, Vitor Oliveira. Central típico da filosofia “passa a bola mas não passa o jogador”, duro nas marcações, implacável nos cortes e durissimo de rins marcou toda uma geração de futebolistas, e especialmente alguns avançados com os seus pitons afiados.

Sérgio Fernandes Bastos Cruz nasceu a 16 de Junho de 1967 na Senhora da Hora (Matosinhos) este conterrâneo de Oliveira começou a jogar futebol nas camadas jovens do FC Porto.

Chegado a sénior rodou no Lousada, Espinho e no União de Lamas antes de ingressar no Paços de Ferreira, clube onde iria conhecer alguns dos melhores momentos da sua carreira e onde faria uma dupla de centrais sanguinária com o infelizmente já falecido Chico Oliveira. Na sua primeira época ao serviço dos pacenses Sérgio Cruz, José Mota e companhia conseguiram subir pela primeira vez o Paços á primeira divisão. O treinador do Paços era na altura Vitor Oliveira, o que demonstra bem como a realação entra Oliveira e Cruz vem de longa data. Já na primeira divisão, com uma defesa constituida normalmente por José Mota, Sérgio Cruz, Chico Oliveira e Adalberto (actual adjunto de Mota) a valentia desta equipa forrada a madeira de pinho durou três épocas até que regressassem ao escalão secundário. Quarente e sete amarelos e dois vermelhos foi uma marca dificil de igualar durante as quatro épocas ao serviço dos pacenses.

Com a descida do Paços, Vitor Oliveira, então a treinar o Gil Vicente viu uma boa oportunidade de contratar um patrão da defesa e foi no Verão de 94, buscar Cruz ao Paços. Este naturalmente aceitou o convite e mudou-se para Barcelos de armas (leia-se pitons) e bagagens indo fazer nova dupla de centrais carregada de mística, desta feita com o "tosco" Miguel (outrora com passagem pelo Sporting), Miguel que até á pouco tempo ainda se arrastava no futebol, no longinquo Torcatense. Para além de Miguel, a equipa do Gil estava recheada de pérolas como o guarda-redes Vital, o cérebro da equipa Caccioli ou os atacantes Roberto Carlos, Mangonga ou Néné Santarém!!! Sérgio Cruz teve o seu auge gilista na época 95/96 onde viu três cartões vermelhos a juntar a dezasseis amarelos, uma marca brilhante para um central que se fazia respeitar em qualquer relvado que pisasse. No Gil foi treinado por Vitor Oliveira e continuou a lutar pela permanência na 1ª Divisão até que na época 96/97 o Gil vicente foi último e Sérgio Cruz abandonou os gilistas rumo a Coimbra. Em três temporadas ao serviço do Gil o nosso actual adjunto viu nada mais nada menos que quarenta e um cartões amarelos e seis vermelhos.

O facto de ser um jogador-estudante (da licenciatura em Educação fisica) fez com que se vestisse de negro em Coimbra durante 3 épocas mas já numa clara fase descendente de carreira que culminou com a entrada no novo milénio a jogar na Segunda Liga ao serviço dos conimbricenses.
Chegou ainda a jogar no União de Coimbra em 2000/01 mas o peso das pernas e dos rins levaram a que se retirasse abraçando a carreira de preparador fisico e adjunto, nomeadamente de Vitor Oliveira, técnico que já acompanha desde 2004, na altura em que Oliveira treinou o Moreirense. Cruz conta já no seu palmarés com o titulo da Liga Vitalis conquistado a época passada ao serviço do Leixões.
.
Um tackle com amizade para Sérgio Cruz e FORÇA LEIRIAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!

Etiquetas:

posted by Lima @ 11:11 da tarde,

10 Comments:

At 11:26 da tarde, Anonymous PETZL said...

Artigo brilhante!

Obrigado pelo testemunho lima!

 
At 12:06 da tarde, Blogger mozdn said...

Néné Satarém :) que mistico....
Grande post..mais um do Lima!!!
Este sérgio Cruz era o terror dos pontas de lança...mas longe de atingir o nivel do mitico Crespo "pé de chumbo"

 
At 2:13 da tarde, Anonymous s-type said...

Por acaso ao ler este artigo, lembrei-me frase após frase do nosso mítico Crespo!

Desconhecia realmente o passado deste nosso adjunto, que me parece que nao parará cá por muito mais tempo!

Impressionante a informação que o Lima para aqui debita!

 
At 4:57 da tarde, Anonymous Anónimo said...

pela foto e assim de repente até que parecia o Figo xD

 
At 6:06 da tarde, Anonymous Anónimo said...

mais um para enterrar...

FORÇA NISSO!!!

 
At 10:45 da tarde, Anonymous riba said...

O Caccioli... o Lombardi da zona!
O Sergio Cruz era um daqueles centrais típicos do futebol português da 1ª metade da década de 90, ou seja, a bola era muito irrequieta e pimba lá vai um cacete nas canelas.
Bons tempos de futebol...

 
At 11:09 da manhã, Anonymous jb said...

Realemte o fulano faz lmebrar o figo...

Então e o Lobão de beira mar? Mais cacetes nas canelas duvido q fosse possível...

 
At 3:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Acho que o leiria precisava de alguem, um adjunto ou o que lhe queiram chamar que fizesse a ponte entre treinadores que passam, alguem da casa que estivesse ligado ao clube, que acompanhasse a formação e fizesse a ponte entre o futebol profissional, porque quando saem saem todos e não ha estabilidade...

 
At 7:26 da tarde, Anonymous riba said...

Isso claro se a direcção estiver disposta a aproveitar a prata da casa...
Lima deixo-te aqui a sugestão (pedido) para fazeres mais posts destes mas referentes a jogadores que ficarão para sempre ligados a história do clube (Bilro, João Manuel, Ferreira, mais antigos como Rosseau, etc...) e tambem os míticos como o Crespo seguindo o exemplo que o S-Type deu.
Abraços

 
At 2:06 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Desculpem o off-topic...

Podem ver uma montagem-vídeo do jogo UD Leiria - Vitória através desta ligação...

http://www.vitoriagrande.com/index.php?blog=2&title=title_238&more=1&c=1&tb=1&pb=1

Saudações Desportivas,

P-S
Esperamos voltar a Leiria daqui a dois anos...

www.vitoriagrande.com

 

Enviar um comentário

<< Home