uniaodeleiria.blogspot.com: Agenda | Merchandise | Caderneta | Contacto

 



Agenda 27.09 a 28.09

Etiquetas:

posted by PETZL @ 11:22 da manhã,

39 Comments:

At 11:26 da manhã, Anonymous O jornalista said...

Listagem dos 19 juniores convocados para a recepção do UDL ao Atlético, a contar para a 5ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, Zona Sul:

- Mica
- Pedro Carvalho
- Pedro Rodrigues
- Tiago Gonçalves
- Edgar
- Xico
- Fredy
- Fábio Cunha
- Cepeda
- Dany Martins
- Nélson
- Rúben Brígido
- Paulo Martins
- Camara
- Fábio Filipe
- Dany
- Figa
- João Vieira
- Zé Miguel Esteves

 
At 11:56 da manhã, Blogger PETZL said...

Então o Camara não se tinha lesionado?

 
At 12:04 da tarde, Anonymous O jornalista said...

Provavelmente será por isso que estão convocados 19 jogadores.

 
At 12:29 da tarde, Anonymous Infiltrado said...

Convocados Juvenis:

Wilson
João Mocheco
Pedro Santos
Brás
Daniel
João Faustino
LuisPedro
Francisco Branco
Jardel
João gonçalves
Nuno Pacheco
Dario
Mehanana
Garrido
Lopez
Fabio
Pedro Estrela
Samuel Neto

 
At 12:38 da tarde, Anonymous O jornalista said...

De salientar que, em 19 júniores convocados, 11 deles são de 1º ano,
- Mica
- Pedro Carvalho
- Edgar
- Xico
- Fredy
- Rúben Brígido
- Paulo Martins
- Camara
- Fábio Cunha
- Dany
- João Vieira

Já nos Juvenis, dos 18 convocados,
só 5 são de 1º ano:
- Wilson
- João Mocheco
- Brás
- Daniel
- João gonçalves

 
At 9:02 da tarde, Anonymous s-type said...

curioso esse facto, bastante positivo no caso dos juniores!

 
At 11:27 da tarde, Anonymous adepto da UDL said...

Nos Juvenis,o jornalista diz só 5 de 1º ano. Acha pouco? Os juvenis têm duas equipas e os Juniores só têm uma.

 
At 7:12 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Convocados para as caldas dos Iniciados
Igor
Humberto
Rafa Salvino
Venancio
Oliveira
Hortencio
Tiago Ascenso
Rafael Ramalho
Pacheco
David Nascimento
Yulian
Carlos Santos
Alexandre Cruz
Tiago Jorge
Joaquim
Ezequiel
Rafael Monteiro
Danny
Filipe Oliveira

 
At 9:02 da manhã, Anonymous o jornalista said...

Nos Iniciados A, 5 são de 1º ano:
Igor
Tiago Ascenso
David Nascimento
Yulien
Alexandre Cruz

 
At 1:04 da tarde, Anonymous riba said...

Jogos muito dificeis para as nossas cores.
Vamos precisar de muita força este fds

 
At 1:35 da tarde, Anonymous PETZL said...

ATENÇÃO QUE O JOGO DE FUTSAL É ÀS 16H00 E NÃO 16H30, COMO ANTERIORMENTE ANUNCIADO!!!!

 
At 1:52 da tarde, Anonymous João Salgueiro said...

Sim, defacto o camara esteve lesionado mas na quarta-feira já o vi a treinar, era um treino condicionado de recuperação mas já treinava, nao sei é se estara a 100% mas mesmo que esteja a 90% ou 80% é sempre um jogador que pode resolver um jogo, portanto ainda bem que foi convocado.

 
At 2:01 da tarde, Anonymous Anónimo said...

CAMPEONATO NACIONAL DE JUVENIS

SCP x UNIÃO DE LEIRIA 3:0

 
At 2:17 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

Retirado do site do SCP

Juvenis: Sporting, 3 - U. Leiria, 0

A equipa de juvenis do Sporting recebeu, na Academia Sporting/Puma, a União de Leiria e venceu por 3-0. Os golos dos «leões» foram apontados por João Freitas, ainda na primeira parte, Nathan Bourdignon e Mateus Coelho.

A formação «leonina» não entrou muito bem no jogo e, apesar de controlar o meio-campo, não conseguia chegar com perigo à baliza leiriense. Com o tempo a passar, os visitantes começaram a crescer e, por duas vezes, quase se adiantavam no marcador, mas o guarda-redes e defesa «leonina» resolveram a questão.

Ainda assim, eram os «leões» que mereciam chegar ao golo, que acabou por aparecer. À passagem do minuto 33, João Freitas respondeu, de calcanhar, a um livre apontado por Rui Coentrão, a castigar uma falta sobre o «capitão», Mauro Antunes. Até ao intervalo, o Sporting podia ter chegado ao segundo golo, mas Nathan Bourdignon, sozinho, não conseguiu desfeitear o guarda-redes adversário.

Para a segunda parte, os comandados de Luís Dias entraram com vontade de resolver o encontro e, na sequência de um canto apontado por Mauro Antunes, Nathan Bourdignon saltou mais alto que os centrais e fez o 2-0. No minuto seguinte, o mesmo Nathan, isolado, não conseguiu fazer o terceiro dos «leões».

Até ao final da partida, a equipa verde e branca conseguiu controlar os acontecimentos e, a cinco minutos do final, depois de uma falha de comunicação entre os centrais e o guarda-redes leiriense, Mateus Coelho aproveitou a oferta e fez o terceiro, e último, golo do encontro.

 
At 3:47 da tarde, Anonymous Anónimo said...

http://adepto-numero12.blogspot.com/

 
At 7:19 da tarde, Anonymous riba said...

Os juniores empataram a zero...

 
At 7:28 da tarde, Anonymous riba said...

Grande vitoria do futsal na taça. Depois do 3-3 final vencemos 3-2 nas grandes penalidades.

 
At 7:44 da tarde, Anonymous sandive said...

Parabéns à equipa de futsal da UDL!

Depois de uma primeira parte muito morna, o jogo tornou-se mais competitivo e emotivo na segunda.

Estes jogadores podem não ter feito uma grande exibição, mas demonstraram empenho e garra. Os verdadeiros adeptos do clube, não pedem mais.

As vedeytas do futebol sénior que ponham os olhos nestes atletas...pde ser q aprendam alguma coisa.

 
At 7:50 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

CAMPEONATO NACIONAL DE JUNIORES, ZONA SUL, 5ª Jornada


RESULTADOS
Belenenses 0-2 Est.Amadora
Benfica 1-2 Real
V. Setúbal 2-1 Marítimo
Torreense 5-1 Louletano
Nacional 2-0 Estoril
U. Leiria 0-0 Atlético
Sporting 6-1 Pombal
Oeiras 1-1 Farense

CLASSIFICAÇÃO

1º-Sporting 13
2º-Benfica 12
3º-Nacional 12
4º-V. Setúbal 12
5º-Estoril 10
6º-Real 9
7º-Atlético 8
8º-Est.Amadora 7
9º-Belenenses 6
10º-Farense 5
11º-Oeiras 5
12º-U. Leiria 5
13º-Torreense 5
14º-Marítimo 2
15º-Louletano 1
16º-Pombal 0

 
At 8:08 da tarde, Blogger PETZL said...

FUTSAL: Man of the Match - JOAO HELENO!

3 livres directos defendidos e outras tantas defesas a levar o jogo para grandes penalidades, onde voltou a ser decisivo.

Venha o próximo!

 
At 8:14 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

Retirado do "Academia de Talentos"

Sporting Clube de Portugal 3 - 0 União Desportiva de Leiria

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL: 1 - Luís Ribeiro; 2 - Leandro Albano; 3 - Miguel Serôdio; 4 - João Freitas; 5 - Rui Coentrão; 6 - Afonso Taira; 8 - William Carvalho; 10 - Mauro Antunes, Cap. (17 - Thomas Silva, 67'); 7 - Peter Caraballo (15 - Tiago Feiteira, 48'); 9 - Nathan Bordignon e 11 - Tiago Cerveira (18 - Matheus Coelho, 60').
Suplentes não utilizados: 12 - João Santos; 13 - André Oliveira; 14 - Josué de Sá e 16 - Daniel Pereira.
Treinador: Luís Dias.

UNIÃO DE LEIRIA: 1 - Wilson Soares; 2 - Pedro Santos; 14 - Daniel Cardoso; 4 - João Braz; 18 - João Faustino; 8 - Dário Marquês; 55 - Francisco Branco; 10 - Jardel (5 - Fábio Ferreira, 55'); 6 - Luís Pedro, Cap.; 19 - João Gonçalves (25 - João Garrido, int.) e 45 - Nuno Pacheco (7 - Diogo Mehmema, 76').
Suplentes não utilizados: 30 - João Monteiro; 23 - Samuel Neto; 28 - João Estrela e 77 - João Lopez.
Treinador: Michael Kimmel.

Árbitro: Filipe Lascas (AF Santarém).
Assistentes: Valter Fortunato e Simão Fortio (AF Santarém).
Disciplina: Cartão amarelo a Pedro Santos (61').
Marcadores: 1-0, por João Freitas (32'); 2-0, por Nathan Bordignon (47') e 3-0, por Matheus Coelho (76').
Melhores em campo: William Carvalho (Sporting) e Dário Marquês (U. Leiria).



Crónica:

Sporting e Leiria subiram ao relvado nº1 da Academia, nesta solarenga manhã de Sábado, para disputarem partida relativa ao Campeonato Nacional de Juniores C 2008/2009. As duas formações ofereceram um espectáculo equilibrado, ainda que de parca qualidade, cujo resultado acaba por ser francamente lisonjeiro para a equipa do Sporting.

Os leõezinhos de Luís Dias apresentavam uma defensiva composta por Luís Ribeiro na baliza, Rui Coentrão e Leandro Albano nas alas esquerda e direita, respectivamente, e João Freitas e Miguel Serôdio como dupla de centrais. À frente do quarteto, William Carvalho e Mauro Antunes serviam como médios interiores, com Afonso Taira na posição 6, de trinco. O trio de ataque era composto por Peter Caraballo, Nathan Bordignon e Tiago Cerveira, três jogadores muito móveis que alternavam de posição entre si.

Quanto à equipa do Leiria, o seu 4-3-3 facilmente se fechava em 4-1-3-2. Os destaques, nesta equipa, ficam por conta do talentoso número 8, Dário Marquês, e do ponta-de-lança Nuno Pacheco que, sobretudo na primeira parte, foi incansável na busca do golo. No entanto, o Leiria revelou qualidades, sobretudo, a defender, mostrando-se sempre uma equipa tranquila e de grande acerto na hora do último corte, embora algo faltosa em demasia.

Regras de educação

Praticamente toda a primeira parte foi passada num clima de grande equilíbrio, que criou entre as duas equipas uma espécie de "impasse diplomático". Diplomático porque ambas as formações pareciam receosas de atacar, revelando-se algo cautelosas no estudo do adversário. E até mesmo em situações de livre directo as formações se mostravam cordiais, como João Freitas mostrou aos 8 minutos, atirando muito por cima da barra.

A primeira equipa a quebrar a trégua foi, no entanto, o Leiria. Comandados pelo médio Dário, os rapazes do Centro de Portugal começaram a explorar os caminhos da baliza adversária, mostrando pouco respeito pelas camisolas dos opositores. Do lado do Sporting, no entanto, passava-se o contrário: os leões pareciam ter recordado a regra de educação que manda dar prioridade aos desejos dos nossos convidados, e limitavam-se a reprimir, polidamente, os avanços algo "descarados" dos leirienses.

Estes agradeciam, mas deixavam um primeiro aviso por Nuno Pacheco (de meia-distância, aos 10, bem amarrado por Luís Ribeiro) e um segundo por Dário, que aos treze minutos desdenha da boa-educação de Leandro Albano e o deixa "pregado" ao chão. Do lance, não sairia nada, mas o Sporting perceberia finalmente que os meninos do Leiria eram "mal-educados" e que havia que responder à letra. Assim, Rui Coentrão servia, aos 16 minutos, João Freitas para este criar muito perigo, deixando o aviso do Sporting. "Aqui, a casa é nossa, nada de faltas de respeito!", pareciam dizer os leõezinhos.

O Leiria, esse, fazia ouvidos de mercador e, aos 23 minutos, conseguia a melhor oportunidade de toda a primeira parte. Na sequência de um bonito desenho atacante dos jogadores leirienses, Nuno Pacheco penetra na área e encontra-se cara-a-cara com Luís Ribeiro. O remate só a muito custo é defendido pelo guardião leonino, e o forte contingente leiriense presente nas bancadas prevê para breve o golo da sua equipa. No entanto, os anfitriões não estavam pelos ajustes...

Dois ditados contrariados e um menino inspirado

O Sporting continuava a atacar pouco, excepção feita a um bom lance individual de Cerveira, aos 25', que termina num remate à figura. Os leões só de bola parada iam conseguindo incomodar o último reduto leiriense, e continuavam a entregar, em grande medida, o jogo aos forasteiros. Nuno Pacheco sentiu-se até à vontade para, aos 29', ensaiar um pontapé de bicicleta de fora da área, o qual não apresentou problemas para Luís Oliveira.

No entanto, seria apenas três minutos depois que se daria o lance-chave da partida. Uma falta feia sobre Mauro Antunes, na ala direita, dá origem a um livre a ser batido por Rui Coentrão. O "baixinho" lateral-esquerdo do Sporting, até aí um dos melhores elementos leoninos, cimenta a sua boa prestação com uma assistência primorosa para João Freitas, a quem resta apenas, com um toque de habilidade, introduzir a bola na baliza. Estava feito o um a zero, e estava definitivamente quebrado o impasse, bem como aberto o "cofre" leiriense, até então trancado a sete chaves.

A partir daí, o Sporting subiu de rendimento, e começou a aparecer no jogo um menino chamado William Carvalho. O médio-defensivo leonino provou que não se esgota na vertente física, sendo um jogador tecnicamente bastante capaz. William procurou sempre dinamizar a equipa, fosse encetando constantes movimentações para as alas, fosse fazendo "mexer" o meio-campo com alguns bons pormenores. Começava aí uma exibição de destaque, que merecia um golo, que infelizmente nunca surgiria.

Não que William não tivesse tentado. Aos 36', cabeceava certamente para golo, mas a bola não chega a entrar na baliza - o árbitro havia assinalado falta. Já na segunda parte, aos 60', daria a ilusão de golo noutro bom cabeceamento, que passou em arco por cima da barra. No entanto, e apesar de ter ficado "em branco", o médio conseguiu ser um raio de Sol no cinzentismo do jogo, pelo que merece a distinção de Melhor em Campo atribuída pelo nosso jornal.

Até final, apenas destaque para mais um lance, concretizado por Nathan Bordignon com um remate às malhas laterais, após bonita jogada de envolvimento entre Caraballo e Tiago Cerveira. Ao intervalo, o jogo contrariava dois ditados populares: o de que "água mole em pedra dura tanto dá até que fura" e o de que "a sorte favorece os audazes". Se ambos fossem verdade, o resultado seria certamente favorável ao Leiria.

Inversão de papéis

Na segunda parte, previa-se mais do mesmo, mas os rapazes de Luís Dias ofereceram exactamente o contrário: um Sporting mais concentrado, tranquilizado pela vantagem, é certo, mas também com vontade de não ficar por ali, e de resolver definitivamente o jogo. Como consequência desta nova atitude leonina, o Leiria desapareceu muito da partida e, sem ter sido uma equipa banalizada pelo adversário, esteve muito longe da falta de "boas maneiras" evidenciada na primeira parte.

Prova disso é que, apesar de muitos centros continuarem a sobrevoar a área de Luís Ribeiro, a grande maioria das oportunidades do período complementar pertenceram ao Sporting. A começar no segundo golo, obtido mais uma vez de bola parada, situação em que os leões se apresentavam mais perigosos. Desta feita, é a um canto da esquerda que Nathan Bordignon corresponde com uma cabeçada certeira, deixando Wilson a olhar para a bola e dando ao Sporting uma vantagem tranquila. De referir que o jovem brasileiro poderia ter feito pelo menos mais dois golos nesta partida, um na jogada já descrita, na primeira parte, e outro logo após o golo, quando o seu toque de primeira fica nas mãos do guardião leiriense.

Com dois golos de vantagem para a equipa da casa, a partida começava a pender para o lado do Sporting. O Leiria, no entanto, não baixava os braços, continuando a "carregar" para a frente em busca da redução. Nesta fase, a equipa do Centro pecava apenas por ser faltosa em demasia, tendo mesmo o defesa Pedro Santos sido admoestado com um cartão amarelo. O nervosismo do guarda-redes Wilson também não ajudava as aspirações leirienses, tendo o keeper dos forasteiros comprometido num par de ocasiões. Exemplo foi aquela falha, aos 57', que Mauro Antunes chegou demasiado atrasado para aproveitar.

No entanto, as dificuldades que a equipa do Centro continuava a criar obrigavam a reajustes tácticos por parte de Luís Dias. O treinador leonino fazia entrar, primeiro, mais um médio-centro, Tiago Feiteira, e mais tarde um segundo ponta-de-lança, Matheus Coelho, tirando de jogo ambos os alas leoninos. Apesar de, no fim do jogo, o treinador insistir que a táctica do Sporting havia sido sempre 4-3-3, a verdade é que, durante alguns minutos, a turma da casa jogou num claro 4-1-3-2. Isto até Matheus Coelho e Nathan Bordignon começarem a explorar as alas, altura em que o sistema táctico reverteu para o seu formato inicial.

Retribuir a cortesia

No entanto, o Leiria não soube explorar estes claros indícios de cautela da parte do adversário. A equipa visitante continuava muito nervosa, nervosismo esse que acabaria mesmo por lhe ser prejudicial. Isto porque, aos 76 minutos, e na sequência de um lance que parecia perfeitamente controlado, os defesas leirienses decidem retribuir a cortesia leonina, por tão bem os ter recebido em Alcochete, e "oferecem" o golo ao entretanto lançado Matheus Coelho. O avançado brasileiro vê sucederem-se, à sua frente, uma série de erros, e decide intrometer-se e aproveitar. O toque de pé esquerdo foi subtil, e fora do alcance de Wilson, que mais uma vez ficou a ver entrar a bola.

A partir daí, o jogo "morreu" definitivamente. Os últimos quatro minutos foram de luta a meio-campo, com os leirienses a tentarem, pelo menos, o golo de honra, e o Sporting a fazer o seu melhor para segurar o forte. No final dos 80 minutos, ficava a ideia de um resultado algo inflacionado, bastante melhor que a exibição de qualquer das equipas, e que acabava por premiar o lado que melhor soube aproveitar as oportunidades...

 
At 9:27 da tarde, Anonymous adepto said...

Bom comentário ao jogo do Sporting-União de Leiria, mas o pontapé de bicicleta foi do Jardel e não do Nuno Pacheco. Foi um lapso.

 
At 11:12 da tarde, Blogger Valter said...

O jogo de iniciados é nas Caldas ou na Academia?

Obrigado!

 
At 11:48 da tarde, Anonymous adepto da udl said...

Se não houve alteração, o jogo de iniciados para o campeonato nacional é nas Caldas.

 
At 12:08 da manhã, Blogger Valter said...

Obrigado! Também tinha essa noção. Só perguntei porque aparece Caldas-U.Leiria e diz que é na Academia.

 
At 3:33 da manhã, Anonymous PETZL said...

foi engano

 
At 12:42 da tarde, Anonymous PETZL said...

Já corrigido!

 
At 1:50 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

CAMPEONATO NACIONAL DE INICIADOS, SÉRIE D, 3ª JORNADA

RESULTADOS

Caldas 0-1 UNIÃO DE LEIRIA (Tiago Jorge)
D.Castelo Branco 5-0 U. Coimbra
CADE 8-0 NS Rio Maior
Fátima 0-1 Académica
Beneditense 0-2 Naval
Marinhense 2-0 Ac. Santarém


CLASSIFICAÇÃO

1º-CADE 9
2º-Académica 9
3º-UNIÃO DE LEIRIA 9
4º-Fátima 6
5º-D. Castelo Branco 6
6º-Marinhense 4
7º--Naval 4
8º-Caldas 3
9º-Benedita 3
10º-Ac. Santarém 0
11º-NS Rio Maior 0
12º-U. Coimbra 0

 
At 2:38 da tarde, Anonymous s-type said...

bom resultado dos iniciados!

 
At 3:32 da tarde, Anonymous udlsempreabrir said...

resultado jogo treino iniciados B
UDL 3 - SL Marinha 1

 
At 4:02 da tarde, Blogger PETZL said...

Gollllllllllllllloooooooooo! LLLLLLLLLLLEIIIIIIIRRRRIIIIIAAAAA!!!!

Luis Carlos!!!!!!!!!!!

 
At 4:53 da tarde, Anonymous s-type said...

parece-me que vamos ter de começar a pôr o luis carlos a ponta de lança!

 
At 6:17 da tarde, Anonymous s-type said...

vamos lá!!!

agora é só embalar!

FORÇA LEIRIA

 
At 8:17 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

Quem marcou os golos dos Iniciados B?

 
At 8:26 da tarde, Anonymous O Jornalista said...

CAMPEONATO NACIONAL DE JUVENIS, SÉRIE C, 2ª Jornada

RESULTADOS

Oeiras 0-5 Real
Est.Amadora 1-3 Benfica
CA Cultural 0-3 Odivelas
Sporting 3-0 UNIÃO DE LEIRIA
Eléctrico 3-2 D. Castelo Branco
Caldas 0-1 CADE

CLASSIFICAÇÃO

1º-Real 6
2º-Benfica 6
3º Odivelas 6
4º-CADE 6
5º-Sporting 6
6º-UNIÃO DE LEIRIA 3
7º-Eléctrico 3
8º-D. Castelo Branco 0
9º-Caldas 0
10º-Est.Amadora 0
11º-CA Cultural 0
12º-Oeiras 0

 
At 8:27 da tarde, Anonymous Anónimo said...

joao vitor,cabral e seiça

 
At 10:01 da tarde, Anonymous riba said...

Fim de semana positivo para as nossas cores.
Vencemos jogos importantes como no caso dos seniores de futebol e de futsal e sempre uma boa vitoria dos iniciados fora.
Menos positivo foi o empate dos juniores em casa contra uma equipa ao nosso alcance.

 
At 4:43 da tarde, Anonymous observador atento said...

Os juniores precisam de um "abanão".
Controla-se muito a bola e o jogo ,mas ataca-se muito pouco.
Sofrem-se poucos golos e vão-se marcar pouquissimos.Vai ser um campeonato de empates.A manutenção na 1.ª divisão , assim vai ser dificil , oxalá eu esteja enganado.

 
At 12:18 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Os séniores da Caranguejeira, em jogo-treino ontem disputado na S.Eufémia, venceram os juniores da UDL por 2-1.
Mais uma derrota para a equipa dos craques e dos craquinhos!
E esta Caranguejeira tinha perdido por 2-1 com os juniores do Fátima...

 

Enviar um comentário

<< Home