uniaodeleiria.blogspot.com: Agenda | Merchandise | Caderneta | Contacto

 



INICIADOS A U.LEIRIA 2 NAVAL 0

Campeonato Nacional de iniciados – série D
Segundo tempo de luxo dos unionistas

A turma de Fredy Biel mesmo jogando 45 minutos com menos um jogador, “arrasou” na etapa complementar da partida e merecia obter um resultado mais volumoso

U. de Leiria 2
Treinador: Fredy Biel.
Ângelo; Fábio Soares, Tiago Ascenso (cap.), Paulo Virtudes e David Nascimento; Kuaté; Bernardo Subtil e Renato Barros; Tiago Esgaio, Yulian (Sonny, 68 m) e Tiago Neves (Kiko, 58 m).
Não utilizados: João Varão, Fábio Rebelo, João Vitor, Diogo Tavares e Alexandre.

Naval 0
Treinador: Cláudio Parracho.
Mano (Cavaleiro, 68 m); Timóteo, Tiago, Luís Santos e Daniel Alves; Geremias; Vieira, Gata, Camarão (Carlos, 68 m) e Adilson; Nuno (cap.)
Não utilizados: Nogueira, Chico, Zeca, Júnior e Tó.

Jogo na Academia da UDL em Santa Eufémia.
Árbitro: Jorge Maia (AF de Santarém).
Árbitros assistentes: Duarte Cerveira e Carlos Gaspar.
Ao intervalo: 1-0.
Golos: 1-0, por Fábio Soares, aos 34 minutos; 2-0, por Kuaté, aos 68 minutos.
Acção disciplinar: cartão amarelo a Geremias (24 m) e Fábio Soares (48 m). Cartão vermelho directo para Renato Barros (25 m).

Tuna Caranguejeiro

A União de Leiria que comanda isolada a série D do campeonato nacional, encontrou pela frente uma Naval bem organizada e com todos os seus jogadores a revelarem grande sentido posicional e excelente clarividência.
Debaixo de chuva intensa, o jogo começou por ser repartido, seguindo-se um ligeiro ascendente dos figueirenses que no seguimento de livres criaram algum perigo na área leiriense.
A União também respondia mas encontrava pela frente uma defesa coesa e um guarda-redes com “pinta”.
Aos 24 minutos Renato Barros, num lance de perseguição a um adversário, rasteirou-o por trás e o árbitro, muito rigososo, admoestou o número oito da casa com o catão vermelho.
Na marcação do livre, a baliza de Ângelo passou por grande perigo porque a bola ressaltou num colega e quase que o traía.
Aos 30 minutos Kuaté protagonizando excelente jogada rematou com força, mas a bola saiu ao lado da baliza.
Aos 32 minutos houve novo lance de perigo dos navalistas na marcação de um livre, mas aos 34, Fábio Soares, também na sequência de livre marcado por David Nascimento, inaugurou o marcador.
No segundo tempo, quando nada o fazia supor, os unionistas com menos um elemento em campo, foram donos e senhores do jogo que teve somente um sentido único, a baliza de Mano.
Yulian enviou por duas vezes a bola ao poste da baliza do jovem guarda-redes figueirense e Bernardo Subtil e Tiago Esgaio, também perigaram as redes adversárias.
Kuaté, já perto do final da partida sentenciou o jogo, conseguindo um golo de belo efeito numa jogada individual.
Nos segundos 35 minutos o guarda-redes Ângelo foi um espectador que teve de se movimentar para não regelar com a chuva que caía e o frio que se fazia sentir, tal foi o ascendente dos visitados.
Arbitragem de bom nível, mas muito rigoroso na admoestação a Renato Barros.

A opinião dos treinadores:

Fredy Biel (U. de Leiria): “Foi uma belíssima vitória frente a uma forte equipa. Tenho orgulho nestes jogadores que revelaram grande carácter e um querer inquebrantável mesmo jogando 45 minutos em desvantagem numérica contra 11 adversários”, declara.
Cláudio Parracho (Naval): “Considero o resultado injusto porque no mínimo merecíamos o empate. Os meus jogadores foram guerreiros e pela forma como lutaram frente a uma equipa fisicamente mais dotada, mereciam esse prémio ”, remata.

Etiquetas:

posted by mozdn @ 3:06 da tarde,

6 Comments:

At 4:36 da tarde, Blogger PETZL said...

Hilariante neste jogo, foi o episódio que se verificou com o guarda-redes da Naval.

Lesionado desde cedo, manteve-se em jogo, arrastando-se confrangedoramente cada vez que a bola chegava à sua área.
Inexplicavelmente, o treinador da Naval, com um segundo guarda-redes no banco teimava em não o substituir.

Ainda que a qualidade do tal segundo jogador pudesse ser muito inferior, não faria certamente pior do que o que estava em campo que pura e simplesmente não conseguia andar, quanto mais correr.

Quando faltavam uns 2 minutos para o final da partida, o treinador lá decidiu fazer entrar o 2º GR.
Se eu fosse a ele, entregava as luvas ao treinador e mandava-o a ele para a baliza.

Lamentável!

 
At 5:58 da tarde, Blogger mozdn said...

E as declarações do Treinador da Naval no final são igualmente para rir.... depois de jogar 3/4 do jogo com um jogador a mais em campo, não criar uma única ocasião de golo, ainda tem lata de dizer que no minímo merecia o empate ahahahahhah

 
At 6:13 da tarde, Blogger Riba said...

Exactamente Mozdn.
Isto hoje em dia é uma comédia pegada. Estes senhores deviam ter vergonha sejam eles de que equipa forem. Não é a enganar assim os miúdos que eles desenvolvem.
Perderam e bem porque a União Desportiva de Leiria foi claramente superior neste jogo. E mais nada. Mereciam o empate porque os jogadores dele sabiam correr atrás da bola??? Alguém que diga a esse senhor que isto não é atletismo e expliquem-lhe o objectivo do desporto futebol.
Enfim...

Mais uma vez parabens aos nossos miúdos que estão a fazer um campeonato brilhante. Continuem.
Força Leiria!

 
At 11:07 da tarde, Blogger William said...

É verdade que não acompanho regularmente as camadas jovens, mas do que vou lendo por aqui e ouço no estádio só tenho que dar os mais sinceros, parabéns às camadas jovens do Leiria e a quem faz todo este trabalho.

Força Leiria

 
At 3:31 da tarde, Blogger mozdn said...

Sorteio 1ª Eliminatória Taça Distrito

Iniciados dia 6 Dezembro:
G.D.Peso x U.Leiria B

Juvenis dia 8 Dezembro:
S.L.Marinha B x U.Leiria B

 
At 6:49 da tarde, Blogger Riba said...

Dois jogos para ganhar!

 

Enviar um comentário

<< Home