uniaodeleiria.blogspot.com: Agenda | Merchandise | Caderneta | Contacto

 



U.LEIRIA 1 NACIONAL 3

Foi dificil a todos aqueles, presentes no municipal, não se retirarem do estádio antes do términus de uma triste e sombria exibição da nossa União Desportiva de Leiria.
A pressão sobre os jogadores, como em muitas situações semelhantes, não deixou os nossos atletas no campo, mostrar aquilo que todos nós ambicionávamos, uma boa exibição, golos, e acima de tudo a primeira vitória na liga, muito embora não se retire o mérito à boa organização, fluidez e tranquilidade nacionalista, perfeitamente notórias em campo.
Paulo Duarte surpreendeu, fundamentalmente ao deixar Eder Gaucho no banco, colocando em campo uma dupla de centrais que acumula 67 anos de vida, um defesa esquerdo André Marques, pesadote, e fora de forma, e Toñito que já provou não aguentar mais de meio encontro seguido.
A primeira parte correu sem grandes lances de referencia, com excepção do tento nacionalista, e de uma aparente mão na bola de um jogador insular dentro da área de rigor. O futebol Leiriense, já de si sobre brasas, pior foi ficando com o decorrer do encontro, perante a crescente ineptidão, revelada por quase todos os sectores da nossa equipa.
No segundo tempo, o Nacional, continuava a jogar como bem queria, quase caindo em ridiculo, em face das oportunidades claras desperdiçadas. Não espantando portanto o avolumar do marcador para os 3 golos de diferença, diferença apenas atenuada, no ultimo minuto pelo tento solitário de Paulo César.
Quanto a destaques, pese embora o descalabro geral, João Paulo várias vezes tentou remar contra a maré, vindo atrás buscar o jogo que não chegava a seus pés (infelizmente rima), Sougou aqui e ali com algumas, boas, arrancadas (mormente no primeiro tempo), e Fernando, que diga-se foi adiando o inevitável avolumar do marcador.
Pela negativa, as exibições sofríveis da dupla de centrais (sobretudo Renato), Tiago, muito abaixo do que já lhe vimos fazer, Cadu e Eder Bonfim (que já nem surpreendem).
Enfim, Paulo Duarte poderá ter estado pela ultima vez ao comando da nossa equipa, há que virar a página, e procurar outra solução no catálogo de treinadores nacionais.

Assim não vamos lá....

Leiria!!!!


Etiquetas:

posted by mozdn @ 7:45 da tarde,

8 Comments:

At 8:41 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Finalmente o mozdn diz k o treinador n vale nada. segundo o recordá la um artigo k o pitch citou no post abaixo a dizer k perdemos 4-1. Viva as cunhas no futebol... o paulinho continua. Haja paciencia melhor hja JORGE JESUS

 
At 9:05 da tarde, Anonymous Dolphin.UDL4EVER said...

odaxe! é prexiso ser conas!! odaxe! mas erá que nem o presidente nem o o próprio paulo duarte têm vergonha na cara?! desta maneira vamos msm para a liga vitalis!! è da maneira que já não vou à figueira ver o jogo como tenho feoto nas ultimas epokas!!

 
At 9:24 da tarde, Anonymous riba said...

muito mau para ser verdade... que dizer de um jogo destes sem o minimo nexo. desiludido e revoltado com tamanha displicência destes jogadores chupistas.
novo treinador? mas quem? ao menos que não seja o jorge costa.
eu preferia o vitor oliveira (que subiu o leixoes e a nossa UDL há uns anos atras).
há tambem o augusto inacio ou contratar um treinador que esteja a comandar uma equipa na liga de honra e daí só o surpreendente rui vitoria. de resto so vejo mancos: norton de mattos, manuel machado...

 
At 9:26 da tarde, Anonymous Anónimo said...

João Bartolomeu descarta despedimento de Paulo Duarte
PRESIDENTE QUER MANTER TÉCNICO NO COMANDO DOS LEIRIENSES



Depois de sofrer a quarta derrota consecutiva (1-4 em casa com o Nacional), o presidente da União de Leiria, João Bartolomeu, descartou a possibilidade da saída de Paulo Duarte do comando técnico da equipa.

"Não vou tomar nenhuma decisão sobre a equipa técnica. Não vou tomar nenhuma decisão sobre a equipa técnica. Nem hoje nem nos próximos dias", afirmou, voltando a queixar-se da arbitragem: "Negaram-nos mais um penálti claríssimo".

Mário Duarte, adjunto de Paulo Duarte , realçou que "desistir é para os outros". "Nós não temos isso no pensamento. A situação está difícil e agora ficou ainda mais complicada", continuou.
in record.

Agora so com uns paralelos se resolvem as coisas.

 
At 10:04 da tarde, Anonymous Silva said...

dolphin é que nem fazes lá falta. A equipa precisa de nós nos bons e maus momentos. E por muito que me custe dizer, o Paulo já está na altura de saír.

 
At 12:35 da manhã, Anonymous lenços brancos said...

Já não há pachorra!!!!! Se nem assim João Bartolomeu despede o treinador então o que será preciso??? A única solução passa por um suicidio colectivo da equipa técnica!!!!!!

 
At 12:45 da manhã, Anonymous SLourenço said...

Aquele golo aos 7 minutos aumentou mais a presão sobre os jogadores, ele reaguiram esforsaran-se mas não tiveram sorte, e alguns como André Marques e Cadu e outros não tiveram jeito.
Uma vitória no proximo jogo pode tirar a equipa da zona de descida e ainda falta muinto jogo para o fim do campeonato e neste jogo a equipa foi para sima do Nacional e criou algumas oportunidades de golo, mostrando vontade de com este tecnico modar a situação. Eu actedito que o treinador é capaz de dar a volta á situação.

 
At 7:16 da tarde, Anonymous PETZL said...

Com a questão da demissão Paulo Duarte, a análise do jogo ficou um bocado em segundo plano, mas acho que era revelante analisarmos a prestação dos jogadores.

Porque a meu ver, com esta atitude, nem o Mourinho ganhava aqui jogos.

O que se passa com Tiago e Faria, outrora duros combatentes, e que agora não se encontram em campo?

O meio campo unionista tem sido inexistente, resumindo-se o "jogo" a pontapés directos da defesa (e por vezes mesmo do Fernando) para o meio campo adversário, à espera que um lance de sorte traga o golo.

Renato e Hugo Costa já deram muito à UDL, mas será que têm força para jogar ao melhor nível? Pk ficou o Éder no banco? Que é feito do Bruno Miguel?

 

Enviar um comentário

<< Home